12 de dez de 2013

[Resenha] Quem é você, Alasca?


Quem é você, Alasca? foi o primeiro livro do John Green que li, e, confesso que gosto mais dele do que de A Culpa é das Estrelas. Só no Brasil já vi o livro com 3 capas diferentes, o meu é que nem esse da foto acima (que não foi tirada por mim), amo demais essa capa. Li o livro faz meses, foi um pouco difícil lembrar dos detalhes, então o folheei um pouco antes de resenhá-lo. 

Editora: WMF Martins Fontes
Autor: John Green
Número de páginas: 229
Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez". *retirado do skoob
Nota: 

Meu blog é neutro em CO2: Conheça a campanha


Olá pessoal, vocês sabiam que um blog produz quase 3,6 kg de dióxido de carbono por ano?  Foi por isso que a iniciativa Meu blog é neutro em CO2 foi criada. A cada blogueiro que coloca o selo abaixo (tem outros no site da campanha) na barra lateral do seu blog, uma nova árvore é plantada. O objetivo da campanha do Gesto Verde é plantar 500 árvores nativas no Brasil, mas, para isso, eles precisam que 500 blogs coloquem o selo, e agora, o Livros Empilhados faz parte da iniciativa.

É tudo de graça e nem é necessário tanto esforço, se você também ficou interessado em participar, entre neste link e neutralize a emissão de CO2 do seu blog. E veja aqui (clique em aqui) as fotos da floreta Gesto Verde.

27 de nov de 2013

[Resenha] Legend

Editora: Prumo
Autora: Marie Lu
Número de páginas: 255
Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos.
Nota: 


Quando meu Legend chegou, confesso que fiquei desapontada com a Submarino, porque ele veio molhado-seco. Sabe quando um livro é molhado e, quando seca, fica cheio de ondulações e meio duro? Foi assim que ele chegou. Mas o livro é bom demais.

No futuro, após catástrofes naturais, a antiga Costa Oeste dos Estados Unidos virou, agora, a República da América, que vive em constante guerra com as Colônias. Os capítulos intercalam Day e June, ambos de quinze anos e muito inteligentes. June Iparis, é a garota prodígio da República, faz parte de uma família de elite e é bem determinada. Quando seu irmão Metias é assassinado, June já tem seu suspeito número um, Day, o criminoso mais procurado pela República.

Day veio de uma família pobre, das favelas do setor Lake. Ele é rápido, cuidadoso, habilidoso e também charmoso. Day já cometeu vários crimes, porém nunca foi pego pela República. Day é um dos personagens mais cativantes.

Em um determinado ponto, as histórias deles se cruzam e é aí que as coisas ficam interessantes. Algumas verdades são reveladas. Outra coisa que tenho que citar, é que as crianças da República, quando completam 10 anos, são obrigadas a realizar uma Prova. Há um número mínimo de pontos, e as crianças que reprovam são mandadas para campos de trabalho.

O livro é cheio de ação e um tantinho de romance. June e Day são bem maduros, às vezes eu esquecia que eles eram apenas adolescentes. Adoro essa capa com o símbolo da República, é super a cara do livro. Ele é dividido em duas partes, as páginas são amareladas (sei que vocês adoram) e a fonte é pequena, mas não me incomodou.

O segundo livro já foi lançado no Brasil e se chama Prodigy. Mal posso esperar para ler! Na ilustração abaixo (achada no site Deviantart) June aparece em seu uniforme militar.

20 de nov de 2013

[Clica no play] Who we are - Imagine Dragons

Se você é tributo, assim como eu, provavelmente deve saber que a banda Imagine Dragons fez uma música para a trilha sonora de Em Chamas. Eu gosto muito de Imagine Dragons e thg é a minha trilogia favorita, curti muito Who we are e trouxe a música aqui para vocês ^~^. Acho que foi a minha música favorita da trilha sonora.

 

2 de nov de 2013

[Resenha] The Maze Runner: Correr ou morrer

Editora: Vergara & Riba
Autor: James Dashner
Número de páginas: 426
Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador.
Nota: 

O livro é narrado em 3ª pessoa e começa quando Thomas chega à Clareira em um elevador, onde vários garotos o recebem. O início é um pouco confuso porque Thomas sabe tanto quanto nós, leitores, ou seja, nada. Quando ele é recebido, Thomas fica atordoado, com medo e mega confuso, não sabe de nada além de seu nome.

Com o tempo, seus novos companheiros explicam aos poucos onde ele está e outras poucas informações que eles sabem. Thomas e os Clareanos (os garotos que moram na Clareira) estão em um labirinto que nunca foi solucionado. Calma, deixa eu explicar! Eles moram em uma área cercada por muros que  se movem todos os dias, e esses são os muros do labirinto. Nenhum garoto nunca conseguiu sair de lá e os Clareanos mais antigos estão presos há dois anos. Uma vez por mês um novo garoto chega ao Labirinto e o pobre infeliz da vez é Thomas.

22 de out de 2013

Allegiant é oficialmente lançado!

Hoje de madrugada, às 00:00h nos EUA, o último volume da trilogia de Veronica Roth foi lançado! E nossa querida Veronica fez o favor de ler o primeiro capítulo para nós, vocês podem conferir o vídeo aqui (foi legendado pelo site Divergente Brasil):

10 de out de 2013

Personagem literário: Max Lightwood

Essa é uma tag na qual irei escolher um personagem aleatório de algum livro, postar desenhos dele, um quote e breves informações. O personagem de hoje é Max Lightwood, de Instrumentos Mortais. Ele aparece pela primeira vez em Cidade das Cinzas. Hora dos desenhos!!

[Resenha] Divergente - Veronica Roth

Editora: Rocco
Autor: Veronica Roth
Número de páginas: 504
Ano: 2012
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
Nota: 



Divergente é o primeiro livro da trilogia de Veronica Roth. Ganhei Divergente faz meses, porém acabei deixando ele na minha interminável fila de espera. Aí eu fui deixando ele pra lá por um bom tempo e cansei, estava muito curiosa a respeito do livro e o li no final de Julho. Também já li o segundo volume, Insurgente, que logo resenharei para vocês.

Beatrice vive na Abnegação, a facção onde as pessoas só vestem roupas cinzas e são altruístas. Para poder viver nas outras facções, as pessoas precisam seguir regras. Como na Franqueza, onde todos só podem falar a verdade. Ou na Erudição, em que as pessoas precisam estar sempre em busca do conhecimento.

Agora que Beatrice completou seus 16 anos, ela terá que realizar seu teste de aptidão para escolher em qual facção irá morar. Tris pode mudar de facção ou continuar vivendo com sua família. Mas, quando realiza o teste, algo dá errado. Ela descobre ser uma Divergente e não pode contar a ninguém, ou poderá correr risco de vida. Quando escolhe sua facção, ela tem que fazer um processo de iniciação para ser aceita que será um pouco mais difícil do que ela imaginava. Acho que se eu falar mais um pouco do livro acabo dando spoiler heheh.

Achei o livro muito bom pois sou fã de distopias. Tris é uma personagem forte e corajosa e a capa  é maravilhosa, uma das minhas favoritas. Não sei quem é meu personagem preferido, além dos principais (Tris e Quatro), gosto da Christina e do Will (amigos da Tris). Divergente tem alguns mistérios que você só descobre ao decorrer do livro e isso fez com que eu gostasse mais ainda. Por que ser Divergente é tão perigoso? Divergente entrou para um dos meus livros favoritos, então se puderem ler, leiam logo!
" - Esta é a minha garota. Dura como manteiga derretida.'' Página 424

9 de out de 2013

[Resenha] Gênesis - Bernard Beckett

Editora: Intrínseca
Autor: Bernard Beckett
Número de páginas: 173
Ano: 2009

Na ocasião em que a Terra foi arrasada pela Peste, os sobreviventes reuniram-se em uma nova sociedade. Separados do mundo exterior por uma cerca em pleno oceano, vivem em absoluto isolamento – aviões que se aproximam são abatidos; refugiados, executados. Até que um soldado escolhe romper com as regras e, em vez de disparar, resgata das águas uma menina. Seu nome é Adam Forde. Ele muda para sempre o curso da História.

Nota: 



  Acreditam que esse livro custou só R$9,90? Eu já tinha ouvido falar de Gênesis e a história me interessou. Quando terminei de ler, achei que a capa não tinha nada a ver com o livro mas é melhor assim, porque se colocassem uma capa em relação a história vocês não ficariam tão surpresos com o final.

  A história se passa na sala em que a jovem Anaximandra realizará seu teste para entrar para a Academia, que é a instituição que administra a sociedade em que ela vive, e o tema da sua prova é Adam Forde, considerado um herói por Anax. Seu exame terá a duração de quatro horas e é assim que os capítulos são divididos, entre as horas e os intervalos que Anax teve durante o teste. Quem fará as perguntas serão 3 Examinadores.

  Com o teste conseguimos entender mais a respeito de Adam, sua história e sobre o novo mundo pós-apocalíptico em que Anaximandra vive. O decorrer do livro é um pouco monótomo e cansativo em algumas partes pois a história é basicamente a entrevista de Anaximandra. Os Examinadores perguntam, ela responde... Apesar de ter dado 3 estrelas, acho que o livro vale a pena principalmente para as pessoas que gostam de filosofia porque o livro é bem inteligente e outro fato interessante é que os nomes de alguns personagens do livro são de filósofos. 

   Sem sombra de dúvida, a melhor parte é o final! E é com certeza um dos melhores desfechos que já li porque é algo que ninguém imaginaria, sério. É um final bem chocante e frustante. Eu já sabia que o final seria algo totalmente inesperado porque já tinha lido algumas resenhas mas se vocês forem ler o livro, não leiam nenhum spoiler ou vai acabar com toda a graça. Para finalizar, um quote do livro:
- Tenha cuidado - sussurrou. - Eles sabem mais do que você pensa. (Página 46)