19 de abr de 2014

Nas telonas: Divergente

Título original: Divergent
Direção: Neil Burger
Duração: 139 min
Elenco: Ansel Elgort, Ashley Judd, Ben Lloyd-Hughes, Christian Madsen, Jai Courtney, Kate Winslet, Maggie Q, Mekhi Phifer, Miles Teller, Ray Stevenson, Shailene Woodley, Theo James, Tony Goldwyn, Zoë Kravitz
*Este post pode conter spoilers para quem nunca LEU O LIVRO 
Oi gente, estão curtindo o feriado? Pra mim, ele já começou ótimo, já que a tão esperada adaptação Divergente, finalmente chegou aos cinemas brasileiros. Esqueci de falar para vocês que, ganhei ingressos em uma promoção do Cinesystem para assistir a pré-estréia, no dia 14. Ou seja, eu já havia assistido ao filme há dias (e assisti novamente dia 17), mas decidi falar dele apenas hoje para não estragar a surpresa.

Dia 17 foi super bacana, porque antes da sessão, teve um encontro de fãs de Divergente na Leitura, estava realmente bem cheio e todo mundo estava vestido de acordo com a sua facção. Teve gincanas, sorteios, brindes... e isso criou um clima ótimo para todos do evento que logo iriam assistir ao filme. 


O filme começa com Tris apresentando as facções, ótimo para quem não leu o livro e não sabe nada sobre isso. Imaginem os gritos no cinema quando apareceu os membros da Audácia (que com certeza eram a maioria do evento e da sala do cinema). Mas claro que sobrou gritos para o restante das facções. Achei o figurino maravilhoso, principalmente o da Amizade, suas roupas possuem um estilo bem hippie, e eu adorei isso, porque eu sempre imaginei as roupas deles bem simples e sem graça.

A adaptação ficou bem fiel, colocaram todas as cenas mais importantes e até alguns quotes do livro, como na cena da roda-gigante. Se você ainda tem dúvidas de que Theo James será um péssimo Four, quebrará a cara ao assistir o filme. Theo é um ótimo ator e consegue não apenas ser O Four, como consegue também intimidá-lo como intimida os integrantes da Audácia (Uma coisa que vocês precisam reparar, é a pronuncia do nome ''Tobias'', não faltou piadinhas com o Twobaias, haha. Também prestem atenção no jeito como Ansel Elgort, o Caleb, corre). Shailene também superou as minhas expectativas, só achei que ela ficou parecendo fofa demais. Tris não é fofa, e quando vemos Shailene lutando, fica um pouco estranho. Ela deveria ter feito mais expressões de mal-humorada e de durona (como fez no gif abaixo).


Agora, vamos falar de alguns pontos negativos. O filme ficou bastante corrido, colocaram muitas cenas em 2:19h de filme, que acabaram ficando com pouco tempo de duração. Quando assistirem, vão perceber que foi tudo bem rápido, o que tirou a emoção de algumas partes. Outra coisa, é que Molly estava muito boazinha no filme, e as provocações de Peter foram naquelas cenas rápidas, então logo esquecíamos que Tris e Peter tinham uma rixa. Um fato engraçado é que você percebe claramente que Tris está usando maquiagem na Abnegação, wtf?! E foi bem chato o Uriah não ter aparecido, mas pelo menos seu nome e o de Lynn apareceram na tabela de colocação da Audácia.

A trilha sonora deu um efeito bem legal ao filme. E há várias cenas de ação e de violência, mais do que eu imaginava que teria, o que tornou o filme mais fiel ainda. Gostaria de dar uma atenção especial a Zöe Kravitz, que interpretou Christina. Queria mesmo que tivesse tido mais cenas com ela, porque Zöe atuou super bem. Sincera, engraçada e natural, sempre falando o que lhe vem a cabeça.


O ponto alto da atuação de Shailene, foi quando Natalie Prior é baleada. Até a vozinha de Tris nessa cena toca  o seu coração. Há uma surpresa para nós no filme, Veronica Roth aparece na cena da tirolesa, quem estava atento viu. 

Senti falta mesmo foi de uma das minhas cenas favoritas: Tobias bêbado. E também de mais cenas da Christina com o Will. Mas nada que não dê para superar, a adaptação ficou muito boa. Espero apenas que os próximos filmes não sejam feitos com tanta pressa. Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário