18 de ago de 2016

Democracia às avessas

A democracia é um sistema político que funciona em conformidade com as demandas do povo. Em princípio, declara que todos os cidadãos são iguais perante à lei, há existência da liberdade de expressão e a justiça atua de forma justa e igualitária, no qual os direitos humanos são valorizados e respeitados. Porém, consta que no Brasil, as autoridades democráticas que deveriam prezar pelos interesses da coletividade, não vêm agindo de acordo com a ideologia da democracia clássica de Rousseau.
O sistema falho não abrange as minorias pobres, estes são excluídos, e quase sempre não possuem seus direitos básicos atendidos, como ter acesso à saúde e educação de qualidade, além de moradia. Apesar desses direitos serem dever do Estado, essa população encontra-se em um campo marginalizado. O governo meritocrático acredita que todos podem alcançar seus objetivos com esforço e dedicação, esquecendo-se que as minorias estão situadas em um plano inferior de partida e não há uma luta equilibrada entre todos os cidadãos.
Com baixas desigualdades sociais, instituições públicas de confiança e com relações governamentais próximas à sociedade, a Noruega é considerada o país mais democrático do mundo, de acordo a The Economist Intelligence Unit (EIU). O Brasil, no entanto, localiza-se em 44º lugar. Apesar disso, orgãos como a Controladora-Geral da União (CGU), o Departamento de Polícia Federal (DPF) e o Tribunal de Contas da União (TCU) são algumas das instituições brasileiras que estão voltadas ao combate à corrupção através de fiscalizações, investigações e punições. Além disso, a CGU possui uma ouvidoria online para receber denúncias de todos os cidadãos sobre políticos de gestão fraudulenta.
A população brasileira, acima de tudo, necessita estar politizada. Portanto, é essencial ter consciência do histórico de seus representantes, verificar o cumprimento das propostas das autoridades políticas, estar ativa na luta a favor de suas reivindicações, e sugerir leis de interesses coletivos. Ademais, a implementação da Lei da Ficha Limpa e as operações do DPF também auxiliam nas apurações de infrações. Uma maior proximidade entre o poder público e o povo brasileiro, participação política e também, uma maior atuação ativa de orgãos que investigam casos de corrupção, são algumas das medidas que podem sustentar um país mais democrático.